terça-feira, abril 05, 2005

NEW YORK DOLLS - New York Dolls

Image hosted by Photobucket.com

Nunca percebi muito bem que as gerações mais jovens, tão esclarecidas sobre as origens da música punk ao ponto de reverenciarem nomes como os dos RAMONES, SEX PISTOLS, CLASH e outros mais ou menos obscuros dos fins de 1970 / inícios de 1980, ignorem o protagonismo dos NEW YORK DOLLS e dos seus dois primeiros álbuns - inspiração directa para o movimento punk em ambos os lados do Atlântico. Isto é ainda mais escandaloso quando me ponho a pensar que se me fosse pedido para escolher um único disco que encerrasse a essência genuína Rock’n’Roll muito provavelmente esse disco seria o álbum estreia dos NEW YORK DOLLS. Um verdadeiro míssil de nervo e petulância, o álbum de 1973 combina a atitude melodramática de David Johansen - espécie de Mick Jagger com um estupendo sentido de humor - com os riffs estridentes da mítica guitarra de Johnny Thunders enquanto a secção rítmica açaimava como podia esta avalanche caótica e decadente. Personality Crisis, Looking for a Kiss, Lonely Planet Boy, Frankenstein, Private World, Jet Boy, tudo clássicos - não há um único tema menor naquele que é uma das obras fundamentais do rock. Façam o favor de lhe limpar o pó.

3 Comments:

Blogger inominável said...

Coincidência ou não, ainda no passado fim de semana, andei a ouvir este disco. Também, acho que nunca se deu a devida importância à banda.

11:59 da tarde  
Anonymous doo doo bop bop said...

Se acontecesse apenas com as gerações mais novas, talvez não tivesse grande importância.
Acontece que as que na altura viveram o movimento também quase desconhecem esta mítica e vertiginosa banda, génese de todo o punk.

12:44 da manhã  
Blogger Familycat said...

Escolhi o primeiro mas Too Much Too Soon é igualmente fabuloso. Fico a pensar se a androginia não intimida os ouvintes mais jovens. Muitos dos nomes e bandas do Glam Rock partilham da mesma obscuridade apesar de serem imensamente influentes – o facto é que a malta nova não parece nada interessada neste estilos musicais. Enfim, dois discos clássicos tão intemporais como a música rock.

11:52 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home